Um tapa na cara do status Quo!

domingo, 4 de outubro de 2015

Piloto Automático






Eu ligo meu computador
Me sinto tão bem
Tenho o poder no cursor
E posso fingir ser alguém
Eu nunca estou sozinho
Mesmo em minhas noites solitárias
É meu deleite enlatado
E amor desalmado
Nunca foi tão fácil
Nunca foi tão fútil
Eu sou um número
A chave serial
A imagem borrada
Na tela dourada
A virose pestilenta
Da apatia opulenta
Sejamos práticos
Modo piloto automático
Ligado
Pausa nas ofertas
Nas insones descobertas
Posso resgatar princesas
Ou chafurdar em safadezas
Logado em meu domínio
Sou um punhado de caracteres
Invento afazeres
E esqueço meu declínio
Nunca fui tão versátil
Nunca fui tão inútil
Sou código de barras
Em boa resolução
O bug em seu Byte
O Hack em seu site
O poder onipresente
E presença ausente
Sejamos sistemáticos
Modo piloto automático
Ligado
Tenho tantos comandos
Que serão usados sem demora
Basta um simples click
E você vai embora.

Um comentário:

  1. Ficando acordada até mais tarde pra vir ler o que você escreve. Adorei o que li. Depois te pago uma cerveja! ;)

    ResponderExcluir